Marie-Luise Neunecker

Trompa - Alemanha

Marie-Luise Neunecker

Aclamada pelo seu talento excecional e virtuosismo, é amplamente considerada uma das principais e mais distintas trompistas da atualidade. Tem construído uma carreira internacional de sucesso e é muito requisitada como solista em música de câmara.

Enquanto foi Trompista Principal da Orquestra Sinfónica de Bamberg e da Orquestra da Rádio de Frankfurt, de 1979 a 1989, atraiu a atenção como vencedora de vários concursos internacionais de prestígio, como o Concurso Alemão de Música em Bona (1982), o Concurso ARD em Munique (1983) e o Concert Artists’ Guild Competition em Nova Iorque (1986).

Atualmente, é convidada para as salas de concertos mais famosas do mundo. Em 2013, Marie-Luise Neunecker recebeu o famoso Prémio de Música de Frankfurt.

Para além de ser uma solista de sucesso com orquestras como as Orquestras das Rádios NDR, SWR, MDR, HR, a Gewandhausorchester de Leipzig, a Filarmónica de Viena e a Sinfónica de Bamberg, Marie-Luise Neunecker também se apresenta regularmente no âmbito da música de câmara. Colabora com músicos de renome como Frank Peter Zimmermann, Christian Tetzlaff, Lars Vogt, Antje Weithaas, Andras Schiff, Martha Argerich e Pierre Laurent Aimard, bem como com o Quarteto Zehetmair.

György Ligeti escreveu o seu "Hamburgisches Konzert" para Marie-Luise Neunecker, que o estreou mundialmente em Janeiro de 2001. Desde então, tocou este concerto inúmeras vezes em vários países.

Lançou um CD com o Ensemble Asko, sob a direção de Reinbert de Leeuw para a Edição Ligeti da Warner Classics. As suas inúmeras gravações de CDs, laureadas com prémios como o “ECHO Klassik” e o “Grammy”, não só demonstraram a sua inigualável qualidade como artista e a sua excecional versatilidade musical, como também contribuíram para um maior conhecimento a nível mundial do repertório de trompa de várias épocas.

Marie-Luise Neunecker é Professora de trompa na Escola Superior de Música "Hanns Eisler" de Berlim.